domingo, 3 de fevereiro de 2008

Sou prisionareira da perfeição...
não comer, não respirar..não viver?!
Será que são os meios para atingir os fins?
mas que fins?!
Que meios?!

A loucura não tem justificação..
o medo não é razão para fugir da razão...

Perder-me da vida é como morrer...
mas, morta já estou há muito tempo...

a perfeição mata-me a cada segundo...a cada minuto...
deixar de fazer o que gosto é um suicídio...
uma morte lenta sem fim...sem luz...

Talvez um dia consiga acordar...viver...

2 comentários:

Joana Baptista disse...

Humm.....? Que se passa amiga?

Tania disse...

Não se passa nada...
Estou feliz...apenas foi um regressar ao passado...